Banner 468 x 60px

 

20 de outubro de 2016

NEAI debate arqueologia amazônica e a construção da história indígena

0 comentários

NEAI debate arqueologia amazônica e a construção da história indígena

O palestrante, arqueólogo do MUSA, Filippo StampanoniO palestrante, arqueólogo do MUSA, Filippo StampanoniNa última sexta-feira (30), o Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI), do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS) da UFAM, promoveu a palestra “A arqueologia amazônica e a construção de uma história indígena de longa duração”. Ministrado pelo arqueólogo do Museu da Amazônia (MUSA), Filippo Stampanoni Bassi, o evento faz parte da programação dos Seminários de Pesquisa do NEAI.
A palestra foi dividida em dois momentos: uma retrospectiva dos primeiros estudos arqueológicos na Amazônia, com pesquisadores como Betty Meggers, Clifford Evans e Peter Hilbert; e a apresentação do estudo de caso do contexto doméstico pré-colonial na região da Amazônia Central. Fillipo Stampanoni explanou a respeito da escavação na região do baixo rio Urubu (AM), que resultou na tese “A maloca Saracá: uma fronteira cultural no médio Amazonas pré-colonial, vista da perspectiva de uma casa”.
A partir da apresentação, foram propostas considerações sobre processos sociais indígenas da época, como a casa sendo usada como espaço político, e o “reaproveitamento” do passado dos povos indígenas por eles mesmos, com a reinterpretação da arte rupestre na cerâmica.
Segundo Filippo Stampanoni, “o seminário foi pensado a partir da necessidade da Arqueologia em se reaproximar da História, no esforço para a criação de uma história indígena de longa duração”. Ainda para o pesquisador, é necessário que um diálogo seja estabelecido entre as áreas de estudo, e o discurso seja ampliado para além dos arqueólogos, envolvendo, também, antropólogos e, sobretudo, os povos indígenas.


Texto original: http://www.ufam.edu.br/noticias-bloco-esquerdo/5947-neai-debate-arqueologia-amazonica-e-a-construcao-da-historia-indigena
Seminário debateu caminhos para a construção de uma história indígena de longa duraçãoSeminário debateu caminhos para a construção de uma história indígena de longa duração

0 comentários :

Postar um comentário