Banner 468 x 60px

 

19 de abril de 2014

Em RR, índias mantêm tradição secular de produzir panelas de barro - G1/RR

0 comentários
Herança cultural é mantida desde 1870 por mulheres da etnia Macuxi.
Joana de Souza e suas panelas de barro.
Foto: Emily Costa / G1 RR


Por: Emily Costa e Valéria Oliveira
Do G1 RR

Fazendo uso apenas das mãos e do conhecimento transmitido ao longo de gerações, as mulheres Macuxi da Comunidade Raposa I, na reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Normandia, Nordeste de Roraima, moldam o barro e transformam terra em arte. É a produção da panela de barro que começa no pé das serras e termina na mesa, alimentando filhos e netos. Neste sábado (19), é comemorado o Dia do Índio.

Herança cultural datada de 1870 na comunidade, a produção das panelas de barro reúne tradição, orgulho e cotidiano. A indígena Joana de Souza, de 50 anos, produz as panelas há três décadas e já viajou para diversos estados onde mostrou a arte Macuxi secular. Ela conta que vários segredos e métodos contribuem para a fabricação do artesanato.

"Primeiro, o barro deve ser buscado na serra próxima da comunidade. É importante saber que cada panela ou pote precisa de um barro específico, porque se você usa o errado, o artesanato não dá certo", explicou.
Coleta do barro em serras próximas da comunidade.
Foto: Joana de Souza / Acervo Pessoal
Depois de colhido, o barro passa pela secagem e é moído. Quando seco, o material é peneirado, misturado à água e colocado para 'descansar' por duas horas.

Após esse período, a matéria-prima já pode ser manuseada pelas artesãs. O molde é todo feito à mão e deve ser polido com pedra jaspe e colocado no fogo. Quando prontas, as panelas são trazidas para Boa Vista ou comercializadas na própria comunidade Raposa I.

Apesar de simples, a fabricação também tem um toque místico. "Meninas menores de 12 anos, mulheres grávidas e aquelas em período menstrual não podem fazer panelas, porque ficam doentes e o artesanato 'não vinga'", contou.

Para a indígena Lídia Raposo, a importância da produção do artesanato vai muito além do valor cultural e econômico. Tem a ver com o dia a dia e com o próprio sabor das comidas cozidas nas panelas. "A comida feita na panela de barro, além de ficar pronta mais rapidamente, tem um sabor muito mais gostoso do que teria se fosse preparada na panela de ferro", destacou.

Fonte: G1/RR

0 comentários :

Postar um comentário