Banner 468 x 60px

 

26 de julho de 2013

Primeira turma de Arqueologia da UEA comemora Dia do Arqueólogo - Portal Governo do Amazonas

0 comentários
Turma de Arqueologia da Universidade Estadual do Amazonas (UEA).
Foto: Arqueologia UEA (Facebook)
O Dia do Arqueólogo, comemorado em 26 de julho, será celebrado de forma especial para a 1ª turma do curso de Arqueologia da Universidade do Estado do Amazonas. Os finalistas colam grau no próximo dia 16 de agosto e serão os primeiros profissionais da área formados no Amazonas. Na avaliação deles, os estudos sobre o patrimônio arqueológico da Amazônia contribuem cada vez mais para novas descobertas sobre o potencial da região.

Para o finalista do curso de Arqueologia, Adilon Pereira Inuma, de 25 anos, o pioneirismo da primeira turma representa grande responsabilidade. O futuro arqueólogo conta que tomou gosto pela área logo na infância, aos 11 anos. “Tive o primeiro contato com a Arqueologia quando criança. Minha casa estava localizada em cima de um sitio arqueológico, próximo ao lago de Iranduba (AM) e desde lá já tive curiosidade pela área”, lembrou.

O acadêmico relata os desafios para cursar Arqueologia, mas destaca que os esforços foram recompensados. Ao final da graduação, o estudante defendeu o trabalho: “A caracterização do PH da terra-preta do sítio-escola Caldeirão em Iranduba”. “O trabalho de equipe de toda a turma nos sítios-escolas foi importante, além do contato durante o curso com professores e alunos de outros estados. Entre os desafios, houve a mudança do curso de técnico para bacharelado e o trajeto para cursar os módulos em Manaus, mas tudo valeu à pena”, disse.

Segundo Adilon Pereira, um dos organizadores da colação de grau que será realizada no dia 16 de agosto, os alunos receberão o diploma de bacharéis. “Essa é minha primeira graduação, e por isso estou um pouco ansioso, afinal é mais um ciclo que se fecha”, disse ao falar sobre a solenidade que acontecerá às 19h, no auditório da reitoria da UEA.

Formação – Para o acadêmico e finalista do curso de Arqueologia, João Rebouças, de 54 anos, trabalhar na região amazônica contribuiu para sua formação. Antes da graduação em Arqueologia, ele cursou História e desde então se interessou pelos relatos e registros de cronistas sobre descobertas arqueológicas. “O Amazonas é rico para a área de Arqueologia. Aqui há bastantes registros e sítios arqueológicos. Além de fazer o resgate com a história, a Arqueologia estuda também a relação do homem com a natureza”, disse.

Os dois acadêmicos afirmam que devem continuar seus estudos sobre Arqueologia na região amazônica ao final do curso. “Tenho interesse em trabalhar na região amazônica, e prosseguir com os trabalhos desenvolvidos no curso em outros projetos e pesquisas”, destacou João. A intenção é compartilhada por Adilon Pereira. “Pretendo acompanhar as próximas turmas da UEA e trabalhar com arqueologia acadêmica, compartilhando conhecimento e adquirindo novos aprendizados”, completou.


Dia do Arqueólogo – Em comemoração a data, a 1ª turma de Arqueologia realizará uma tarde de atividades lúdicas no Centro de Educação Especial Solimões, localizado no km 73 da rodovia AM-010, no horário de 15h às 16h. O centro é mantido pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e atende 165 alunos. Na ocasião, os acadêmicos desenvolverão as atividades com 40 alunos da instituição.

0 comentários :

Postar um comentário