Banner 468 x 60px

 

14 de março de 2013

Estudantes recebem ações do projeto "Desvendando o Museu de Arqueologia e Etnologia do Amapá" - Agência Amapá

0 comentários

Réplicas de urnas funerárias arqueológicas.
Foto: Andreza Sanches / Secult
A Secretaria de Estado da Cultura (Secult), por meio do Museu de Arqueologia e Etnologia do Amapá (MAE/AP), iniciou nesta quarta-feira, 13 de março, as atividades do projeto "A escola desvendando o Museu de Arqueologia e Etnologia do Amapá". Estudantes participaram de palestras sobre educação patrimonial e de exposições com réplicas de urnas funerárias.
Cerca de 70 alunos do 6º e 7º ano da Escola Conexão Aquarela tiveram a oportunidade de trocar experiências e informações sobre a cultura da arqueologia e etnologia, trabalho desenvolvido no Amapá.
As palestras foram ministradas pelas técnicas do Museu de Arqueologia e Etnologia do Estado, professoras Sonia Pennafort, Rana Nunes e Katya Cardoso, que apresentaram aos estudantes pesquisas desenvolvidas na região e sobre as réplicas de urnas funerárias que pertencem às várias culturas amapaenses, como Cunani, Maracá e Cupixi.
Para o coordenador pedagógico, Marcelo Soares, a iniciativa é uma forma de aproximar os alunos da cultura regional e acrescentar no trabalho prestado pela instituição. "A aprendizagem será aproveitada nas disciplinas de sociologia, filosofia, artes e história, e socializada em sala de aula por meio de debates e atividades", afirmou.
A estudante do 6º ano, Sabryna Bentes, aprovou a ideia e garantiu que as palestras e exposições ajudarão a compreender um pouco mais sobre a história do Amapá.
A programação atenderá cerca de 20 instituições das redes municipal, estadual e particular de ensino. A iniciativa ocorre desde 2012 e visa expandir, por intermédio da educação patrimonial, a importância da história arqueológica e etnológica do Estado.
De acordo com o gerente do Museu, Adervan Dias, a intenção é oportunizar e incentivar alunos a conhecerem a história do Amapá por meio do acervo composto de pesquisas e achados arqueológicos e etnográficos disponíveis no Museu.
"Os técnicos visitam a escola e passam um dia com os alunos, realizando palestras, exibindo vídeos sobre sítios arqueológicos, apresentando documentos e réplicas. Nós não queremos que o aluno fique apenas na observação, mas que adquira as informações necessárias sobre a nossa história", ressaltou Adervan Dias.
As atividades na Escola Conexão Aquarela continuam nesta quinta-feira, 14 de março, das 8h às 12h e das 14h30 às 16h, com a mesma programação. A próxima instituição a receber as ações será a Escola Bartolomea Capitanio.
Serviço
O Museu de Arqueologia e Etnologia do Amapá funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Instituições interessadas em agendar visitas ou conhecer o projeto Museu na Escola podem entrar em contato por meio do número: 3223- 5441.

Fonte: Agência Amapá / Andreza Sanches (Secult)

0 comentários :

Postar um comentário