Banner 468 x 60px

 

22 de junho de 2012

II Simpósio Internacional Arqueologia da Amazônia Ocidental – Geoglifos do Acre – 35 Anos de Descobertas

0 comentários
II Simpósio Internacional Arqueologia da Amazônia Ocidental – Geoglifos do Acre – 35 Anos de Descobertas




Dias:  27 a 30 de junhode 2012

Local: Centro Cultural do Tribunal de Justiça, Rio Branco/Acre.

Conheça a programação completa:

■ O relato de Ondemar Ferreira Dias Jr., Franklin Levy e Alceu Ranzi – “As primeiras pesquisas arqueológicas no Acre” – abre o simpósio no dia 27, às 20h. Será lançada a exposição Geoglifos do Acre – 35 Anos de Descobertas.
■ As pesquisas arqueológicas na Amazônia Ocidental serão discutidas no dia 28: às 8h30, Denise Pahl Schaan, da UFPA e Grupo de Pesquisa Geoglifos da Amazônia (GPGA), discorre sobre Patrimônio Arqueológico do Acre, com Antonia Damasceno Barbosa, mestranda do curso de Mestrado em Antropologia da UFPA e do DPHC da Fundação Elias Mansour.
■ Às 9h, Clark Erickson, da University of Pennsylvania, EUA aborda o tema “Landscapes, Monuments, and Forests of Chocolate in the Bolivian Amazon” e, às 9h40, Carlos Zimpel, da Universidade Federal de Rondônia, fala sobre “O Contexto Arqueológico da Serra da Muralha (RO) e sua relação com os geoglifos”. Às 10h40, Sanna Saunaluoma, da University of Helsinki discorre sobre o tema “Comparando Sítios Arqueológicos na Bolívia e no Acre”.
■ No painel Pesquisas paleoecológicas e pedológicas em sítios arqueológicos da Amazônia Ocidental, às 14h20, Francis Mayle, da University of Edinburgh, Escócia, fala da “Paleoecologia da Amazônia Ocidental” e, às 15h, José Iriarte, da University of Exeter, Inglaterra, trata do tema “Paisagem e recursos de subsistência nos sítios tipo geoglifo”.
Em seguida, às 15h49, Wenceslau Teixeira, da Embrapa Solos (RJ) aborda o tema “Os Horizontes Antrópicos do Solo em Sítios Arqueológicos na Amazônia: o estudo dos geoglifos” e, às 16h40 , Falberni Costa, da Embrapa Acre discorre sobre “A Composição Pedológica de Sítios tipo Geoglifo”.
Às 19h será lançado e exibido o documentário “Na Trilha dos Geoglifos”, de Marisa Dwir.
■ O painel Proteção do patrimônio arqueológico, no dia 29, terá a mediação de Denise Schaan com a participação de Deyvesson Gusmão, superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-AC); Libério Alves de Souza, chefe do Departamento de Patrimônio Histórico e Cultural da Fundação Cultural Elias Mansour;  Meri Cristina Amaral Gonçalves, promotora de Justiça de Meio Ambiente do Ministério Público Estadual e de Paulo Henrique Ferreira Brito, procurador-chefe do Ministério Público Federal.
■ Das 14, às 18h, o painel Turismo arqueológico nos geoglifos, mediado por Alceu Ranzi, reúne Ilmara Rodrigues Lima, secretária de Turismo e Lazer (Setul) do Acre; Jesus Carranza Quiñones, cônsul do Peru no Acre; Gisele Daltrini Felice, pesquisadora da Fundação Museu do Homem Americano/Parque Nacional da Serra da Capivara e da Universidade Federal do Piauí; Cassiano Marques, presidente do Acre Convention & Visitors Bureau e Sócio-Diretor da Agência EME Amazônia Turismo e Raimundo Morais, presidente do Conselho Estadual de Turismo e Sócio-Diretor da Agência Morais Tur.
■ No sábado, dia 30, haverá visita guiada aos geoglifos da BR 317 com o Grupo de Pesquisa Geoglifos da Amazônia. Quem quiser ver de cima o geoglifo Jacó Sá, pode já se inscrever para o voo cativo de balão promovido pela Agência EME Amazônia Turismo ou em sobrevoos nos geoglifos da região com avião da Ortiz Táxi Aéreo.

0 comentários :

Postar um comentário